Sigame

O presidente moçambicano, Filipe Nyusi, anunciou nesta quinta-feira que o estado de emergência promulgado em 1º de abril para lidar com a pandemia da COVID-19 será prorrogado pela segunda vez por mais 30 dias a partir de 1º de junho.

É essencial continuar com o estado de emergência e restrições relevantes, pois o número de casos confirmados dobrou nas últimas duas semanas, disse o presidente em um discurso televisionado ao país.

Segundo Nyusi, as paradas de ônibus e os meios de transporte continuam lotados e alguns estabelecimentos de serviços ainda não cumprem as regras de distanciamento social.

“Observamos com tristeza que as medidas adotadas não estão sendo cumpridas por todos, o que contribuiu muito para a disseminação da pandemia“, afirmou o presidente.

Nyusi disse que as medidas não visam acabar com a pandemia, mas controlar sua propagação e evitar as ações de nível 4 de “bloqueio total”.

O presidente pediu a máxima seriedade e responsabilidade de todos os cidadãos para observar as medidas preventivas, que são “para o bem de todos nós” e “decisivas para o sucesso na luta contra esse inimigo sem rosto”.

As inspeções serão reforçadas nos mercados, ruas e fronteiras, e a reabertura de fronteiras ou a retomada de atividades nos setores de esporte e cultura serão estudadas à luz da tendência da pandemia, afirmou o presidente.

Fonte: Plataforma, 29/05/2020

Selecione por país

Efetuar Login

Ainda não tem acesso? Registe-se

Esqueceu a sua password? Recuperar Password

Agendar compromisso

Tipo de contacto *

Data/Hora *