Sigame

A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) procede este mês à exportação para a Europa de 8500 metros cúbicos de etanol em dois carregamentos a terem lugar dias 13 e 23, anunciou o director de vendas da empresa.

Fernando Cock, citado pelo Jornal de Angola, disse que os dois carregamentos são o resultado de contratos assinados com a Ryssow e a Alcotra, esta última uma empresa suíça de produção, distribuição e comercialização de etanol.

As informações foram prestadas na abertura oficial do Ano Agrícola 2019 na Biocom, em que se prevê que a empresa produza 110 mil toneladas de açúcar, 20 mil metros cúbicos de etanol neutro e 60 megawatts de energia eléctrica.

A facturação com a venda de açúcar, etanol e energia eléctrica prevista para o cômputo do ano é de 80 milhões de dólares, menos de metade do que a média de 170 milhões de dólares obtida de 2014 a 2018, segundo as informações avançadas pelo director de vendas da empresa.

A empresa possui actualmente uma área plantada de 24 mil hectares de cana-de-açúcar, tendo produzido na campanha agrícola transacta 73 mil toneladas de cana-de-açúcar e 17 mil m³ de etanol.

Instalada no município de Cacuso, a 75 quilómetros da cidade de Malanje, a Biocom é um dos maiores projectos agro-industriais angolanos, liderada pelo grupo brasileiro Odebrecht, que detém 40% do capital da sociedade, sendo os restantes 60% partilhados entre o grupo angolano de capitais privados Cochan, com 40% e a estatal Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola (Sonangol) com 20%. 

Fonte: Macauhub, 06/05/2019

Selecione por país

Sem registos

Efetuar Login

Ainda não tem acesso? Registe-se

Esqueceu a sua password? Recuperar Password

Agendar compromisso

Tipo de contacto *

Data/Hora *